menu
Topo
Claudia Assef

Claudia Assef

Categorias

Histórico

Exposição coletiva retrata 30 anos de música eletrônica em São Paulo

Claudia Assef

21/09/2018 18h13

A gente piscou e lá se vão, no mínimo, 30 anos de música eletrônica em São Paulo. E, crianças, eu estava lá quando vivemos por aqui a rebarba do Segundo Verão do Amor, quando, entre 1988/1989, Londres e parte do Reino Unido viveram a explosão da acid house e das raves. Demorava, vinha meio por telefone sem fio, mas essa informação ia chegando aqui em conta-gotas, pelas mãos de DJs e comissários de bordo que viajam pra Europa e voltavam com discos, revistas, camisetas e acessórios.

E foi mais ou menos nesse período que vivemos aqui um primeiro boom de música eletrônica, por isso é justo dizer que lá se vão 30 anos de música eletrônica. Este período, tão colorido, tão mágico, tão viceral, estará retratado em 50 belíssimas imagens da exposição 30 Anos de Música Eletrônica em São Paulo, que abre na próxima segunda-feira com festa (e um line-up luxuoso) no simpático Tendal da Lapa. O evento faz parte do calendário de celebrações em torno do Dia da Música Eletrônica em São Paulo, sobre o qual falei na semana passada.

Os DJs Glaucia ++ e Pil Marques no Hell's em imagem da fotógrafa Claudia Guimarães

Achei legal aprofundar um pouco sobre essa exposição, já que poucas vezes tive a chance de ver no Brasil uma mostra focada nesse universo que tanta gente vive, mas poucos conseguem captar com a devida atenção. Muito legal ver reunidos os trabalhos de fotógrafos de diferentes épocas, como a clássica Claudia Guimarães, que foi uma pessoas que melhor registraram o auge do Hell's Club, um dos marcos da música eletrônica na cidade.  Também dos anos 90, já virando pros 2000, o fotógrafo Fábio Mergulhão, que durante anos trabalhou na coluna Noite Ilustrada, da Erika Palomino, cedeu imagens de uma época em que a cena eletrônica ganhou cores extras, com a chegada de jovens de periferia que na época ganharam o nome de cybermanos. Ele tem cliques clássicos, como a imagem do DJ Mau Mau no Skol Beasts, em 2002.

Clique de Fábio Mergulhão que integra a mostra 30 Anos de Música Eletrônica em São Paulo

De meados dos anos 2000 a mostra traz imagens da videoartista Renata Chebel, que retratou tão bem a cena do início de uma cidade que vivia o começo das festas pequenas e com jogação sem limites. Dá pra ver trabalhos da Renata aqui no Flickr SP 00. Mais ou menos dessa época tem também imagens do craque João Sal.

Mais recentes são os cliques dos fotógrafos Ariel Martini, do I Hate Flash, Leandro Godói, André Ligeiro e Felipe Gabriel. Esses quatro traduzem a amplitude da cena eletrônica de São Paulo atualmente, em imagens que retratam desde grandes festivais como pequenos clubes como o Jerome.

Imagem de Felipe Gabriel mostra uma das festas da atual cena de música eletrônica de São Paulo

A mostra fica em cartaz até dia 30, domingo que vem, porém eu iria na abertura, porque a festa promete, com um line-up que tem DJ Andy, Glaucia ++ e Magal em back2back, Julião, DJ Mau Mau e Cashu. Cada um desses DJs tem seu nome cravado na cena eletrônica de São Paulo e merece sua presença ilustre na pista de dança. Nos vemos lá.


SEGUNDA, 24 DE SETEMBRO
DAS 18H ÀS 22H
TENDAL DA LAPA
18h ANDY///
18h45 JULIÃO///
19h30 MAGAL & GLAUCIA ++///
20h15 DJ MAU MAU///
21h CASHU///

FOTOS DE FÁBIO MERGULHÃO/// ARIEL MARTINI/// RENATA CHEBEL/// LEANDRO GODÓI/// ANDRÉ LIGEIRO/// CLAUDIA GUIMARÃES/// FELIPE GABRIEL

Sobre a autora

Claudia Assef é uma das mais respeitadas especialistas em música do país. É publisher do site “Music Non Stop” e ao lado de Monique Dardenne fundou o “Women's Music Event”, plataforma de conteúdo e eventos que visa aumentar o protagonismo da mulher na indústria da música.

Sobre o blog

Um espaço para falar sobre descobertas musicais, novidades, velharias revisitadas, tendências e o que está rolando na música urbana contemporânea, seja na noite ou nas plataformas de streaming mais próximas de você.